Escola Bíblica Dominical – Qual a sua importância nos dias de hoje?

Escola Bíblica Dominical – Qual a sua importância nos dias de hoje?
Por João Rodrigo Weronka
Data: 21/11/2007

Desde o começo da história do relacionamento de Deus com o povo hebreu, pode-se perceber que havia uma ordenação, da parte de Deus, para que o seu povo o conhecesse melhor, soubesse o que agradava e o que desagradava a Ele. Moisés foi um dos primeiros grandes professores, pois foi o responsável por receber as instruções divinas e ensiná-las ao povo. Tudo que Deus queria era que o povo lhe fosse fiel e que não errasse pelo caminho.O que se sucedeu foi que o povo, rebelando-se, não quis ouvir os bons conselhos, indo cada um por seu caminho. Isto trouxe destruição aos desobedientes, sendo isto muito pesaroso a Deus.

Todos os profetas foram, acima de tudo, ensinadores. Exortavam o povo a voltar para Deus, apontavam onde estavam os erros, traziam as ordenações do Senhor. Lembravam o povo de tudo aquilo que Deus tinha feito por eles. Mas Jesus foi o maior mestre, sem dúvidas. Usava situações cotidianas, comuns ao povo, para ensinar as grandes verdades de Deus. Ensinava a todos, indiscriminadamente: ricos, pobres, velhos, jovens. Após Cristo ter sido crucificado e ter ressucitado, os apóstolos foram os encarregados de ensinar os seus discípulos. Pedro, Tiago, João e Paulo, inclusive, escreveram diversas cartas, sendo que algumas foram destinadas a certas igrejas, enquanto outras tiveram um âmbito de circulação mais amplo, servindo a várias igrejas, em diversos lugares.

Quais eram os objetivos destas cartas? Ensinar a correta doutrina, ensinar como defender sua fé, alertar sobre falsos mestres e ensinos, exortar os irmãos quando eles estavam dando lugar ao pecado, fortalecer a fé, consolar uns aos outros, explicar o que ainda está por vir, evidenciar o amor e a graça de Deus para conosco. Este conhecimento da Palavra é muito louvado pela própria Bíblia. Salomão escreveu muito acerca das maravilhas e das bençãos recebidas de Deus por conhecer Sua lei. O livro de Provérbios é cheio destes escritos.

Durante toda a história da Igreja, o ensino teve um papel muito importante na vida cristã. Mas houve um período onde a Palavra tinha sido deixada de lado pelas pessoas. Apenas as autoridades eclesiásticas, diziam, eram os únicos que tinham a capacidade de interpretar corretamente as Escrituras e, assim, ensinar o povo. No século XVI, porém, com a Reforma Protestante, a Bíblia voltou a circular entre as pessoas, tornando o conhecimento dela mais amplo aos leigos. E em 1780, na Inglaterra, Robert Rikes fundou a primeira Escola Bíblica Dominical (EBD), que na época tinha o objetivo de ensinar as crianças pobres e delinqüentes da sua cidade. No Brasil, a primeira EBD teve início em 1855, fundada pelo missionário Robert Kalley e sua esposa, em Petrópolis, RJ.

Mas e hoje? Será que o ensino bíblico ainda é importante para o cristão? Evidente que sim. As necessidades que nós temos são as mesmas que qualquer pessoa, em qualquer tempo, têm no que concerne ao conhecimento do ser e da vontade de Deus. E é ainda mais importante, porque na sociedade comtemporânea há um pluralismo de religiões, crenças e filosofias que, se os cristãos não estiverem devidamente informados sobre o que crêem, ficarão confusos, podendo até mesmo enfraquecer sua fé, darão péssimo testemunho, não saberão evangelizar e aceitarão um sem-número de doutrinas estranhas à Verdade do Evangelho.

Quando conhecemos as Escrituras, elas nos levam a abandonar o pecado em nossas vidas e a praticar a justiça. Sabemos quem realmente é Deus, e o que Ele espera de nós, e o que Ele pode fazer por nós. Sentimos prazer em seguir seus mandamentos, confiamos na sua suficiência; somos mais submissos aos atos providenciais Dele. Entendemos que precisamos de Cristo, confiamos Nele e nos desperta um grande desejo pelo seu retorno. Aprendemos que não sabemos nem mesmo orar sem a ajuda do Espírito Santo, quanto mais saber pelo que orar. Descobrimos que promessas estão disponíveis para nós, e como podemos pleitear tais promessas. Conhecendo melhor as Escrituras, sabemos a real utilidade das boas obras e qual o seu lugar na vida do cristão. Aprendemos obediência. Aprendemos que não devemos nos apegar às coisas do mundo. Sabemos contra o que devemos lutar. Enfim, o estudo da Palavra de Deus nos dá alegria, ensina-nos a amar e nos ensina que a fonte destes está em Deus.

É inaceitável existir ‘cristãos’ que não queiram conhecer a Deus profundamente. Que tipo de cristão é esse que quer manter um relacionamento com Deus sem saber como Ele é ou o que Ele quer? Aparentemente, são pessoas que não tem temor a Deus, nem respeito à Palavra e sem sabedoria. ‘O temor de Deus é o princípio da sabedoria’: se tememos a Deus, já é alguma coisa; a partir daí a pessoa vai crescendo no entendimento, dia após dia, recebendo mais e mais sabedoria de Deus, e amaremos cada vez mais a Sua Palavra. Assim como o alimento físico mantém nosso corpo, devemos nos alimentar diariamente da Palavra de Deus, a fim de que não nos tornemos ‘anoréxicos espirituais’.

 

 

João Rodrigo Weronka é palestrante, professor de Escola Bíblica, pesquisador no campo de apologética e religiões desde 2002. Congrego na Igreja do Evangelho Quadrangular Jd. Marambaia – São José dos Pinhais – PR desde 2001


Fontes:
NAPEC – Núcleo Apologético de Pesquisas e Ensino Cristão

About these ads

Sobre Editor
Valmir Nascimento Milomem, Graduado e pós-graduado em Direito. Colunista do CPADNews.com.br

2 Responses to Escola Bíblica Dominical – Qual a sua importância nos dias de hoje?

  1. Olá!
    Gostaria de fazer um pedido de correção. Na verdade, este texto em apreço é de minha autoria, o publiquei aqui (http://liberdadeepensar.blogspot.com/2007/10/escola-bblica-dominical-qual-sua.html).
    Quem me avisou deste probleminha foi o próprio João R. Weronka, o qual foi colocado como autor do texto.

    Obrigado,

    Leandro Teixeira.

  2. O maior desafio da Ebd no mundo moderno é preparar os seus alunos para não serem ludibriados pelas falsas filosofias do nosso século, pois será que eles sabem defender a doutrina criacionista diante do darwinismo? E a inspiracão plenária da Bíblia?Para que respondam com sabedoria aos que pedirem razão da nossa fé é necessário um mega investimento no corpo docente da Ebd e muita garra!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 36 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: