A promessa do batismo no Espírito Santo – 2

A PROMESSA DO BATISMO NO ESPÍRITO SANTO

Pr. Edevir Peron
Fonte: www.adcorreiapinto.com.br

INTRODUÇÃO

A promessa do batismo no Espírito Santo, depois da promessa da salvação é a mais importante para o homem. O batismo no Espírito Santo alem de ser um poder sobrenatural provindo de Deus para o crente, é o caminho para que se manifeste também os dons espirituais e ministeriais. Vivemos na bendita dispensação do derramamento do Espírito Santo; prometida a todos os que crerem e buscarem essa bendita promessa, que ainda esta em vigor nos nossos dias. Devemos valorizar e buscar a essa promessa; pois sabemos que esse tempo da plenitude do Espírito Santo vai se findar com o arrebatamento da igreja.


I. A PROMESSA REVELADA

O Espírito Santo.

Antes de falar sobre a promessa, faremos um breve relato a respeito da pessoa do μEspírito Santo.

O Espírito Santo é a terceira pessoa da Trindade. A primeira menção sobre Ele está em Genesis: A terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo, mas o Espírito de Deus pairava sobre a face das águas Gn 1. 2.

Nesta referencia bíblica do antigo testamento hebraico é: (rûah ‘elõhîm); literalmente: Espírito de Deus. Esse termo corresponde ao termo encontrado no Novo Testamento: πνευματι θευ (Pneumati Teu); com o mesmo significado: Espírito de Deus. Encontramos na Bíblia as expressões: Espírito do Senhor 29 vezes; 24 no AT e 5 no NT. Espírito de Deus 23 vezes; 13 no AT e 10 no NT. Espírito Santo 96 vezes somente no NT. E muitas outras vezes como: Espírito, fogo, água, óleo, pomba etc.

A promessa.

Mesmo havendo o Espírito Santo sempre atuado na terra e sobre os homens, avia uma promessa de um derramamento Deste sobre os homens. Precisamos entender também que quando essa promessa e encontrada em o Antigo testamento, algumas vezes se refere ao tempo da dispensação da grassa; e outras ao milênio, aonde o Espírito Santo será derramado de uma maneira geral e completa. Vejamos a principal e mais clara promessa do Antigo Testamento: Acontecerá depois que derramarei o meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos anciãos terão sonhos, os vossos mancebos terão visões; e também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias derramarei o meu Espírito Jl 2. 28,29.

Esta é a promessa de Deus através do profeta Joel, de que haveria o derramamento do Espírito Santo sobre os habitantes da terra. E é curioso notar aqui que quando Joel falou sobre este derramamento disse; “o meu Espírito”. E Pedro em At 2. 17 disse “do meu Espírito”; deixando a entender assim que o derramamento não foi total, Isto é, sobre toda a carne; que então terá o seu completo cumprimento no Milênio.

Isaias profetizou algumas vezes sobre essa promessa, tanto para os nossos dias, como para tempos futuros. Vejamos uma das suas promessas: Porque derramarei água sobre o sedento, e correntes sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade, e a minha bênção sobre a tua descendência Is 44. 3.

Sabemos que já a havia atuação de Espírito Santo no Antigo Testamento; só que de uma maneira limitada; isto é, atuava em momentos específicos a pessoas específicas. Porem analisando as promessas nas referencia acima, e outras do Antigo Testamento é que haveria um derramamento do Espírito Santo sobre os homens.

No Novo Testamento encontramos a primeira menção da promessa anunciada pro João Batista: Eu, na verdade, vos batizo em água, na base do arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu, que nem sou digno de levar-lhe as alparcas; ele vos batizará no Espírito Santo, e em fogo Mt 3. 11.

João Batista se referia aqui diretamente à pessoa de Jesus; porque Ele é que faria cumprir a promessa do Antigo Testamento; havendo Ele mesmo confirmado que essa promessa se cumpriria: E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre. A saber, o Espírito da verdade, o qual o mundo não pode receber; porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque ele habita convosco, e estará em vós Jo 14. 16,17. Ver também Jo 14. 25,26.

E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai; ficai, porém, na cidade, até que do alto sejais revestidos de poder Lc 24. 49.

Porque, na verdade, João batizou em água, mas vós sereis batizados no Espírito Santo, dentro de poucos dias At 1. 5.

Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Somaria, e até os confins da terra At 1. 8.

O pentecoste.

A palavra Pentecoste passou a ser usada para designar a efusão do Espírito Santo, por ter essa promessa se cumprido nesse dia; mas o significado desta palavra não é diretamente este. O vocábulo Pentecoste é de origem grega πεντηκοστης, significa qüinquagésimo; era a segunda grande festa sagrada do ano judaico. A primeira grande festa era a Páscoa. Cinqüenta dias após a esta, vinha à festa de Pentecoste. Era também chamada festa das colheitas, porque nela as primícias da sega eram oferecidas a Deus Lv 23. 17.

O cumprimento da promessa.

Foi exatamente no dia da grande festa que Jesus escolheu para cumprir o que tinha prometido; cumprindo assim também o que já estava predito desde o antigo testamento.

Jesus havia ressuscitado na Páscoa Jo 19. 31; 20. 1. Apareceu aos discípulos por espaço de quarenta dias At 1. 3. Foi assunto ao céu At 1. 9. Obedecendo ao mandamento de Jesus para não sair de Jerusalém enquanto não recebesse a promessa Lc 24. 49; At 1. 4. Os discípulos subiram para o cenáculo, onde perseveraram em oração aqueles dez dias que restavam. Da Páscoa ao Pentecoste eram cinqüenta dias; Jesus subiu ao céu quarenta dias após a Páscoa; sobraram dez dias.

Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. De repente veio do céu um ruído, como que de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados. E lhes apareceram umas línguas como que de fogo, que se distribuíam, e sobre cada um deles pousou uma. E todos ficaram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito lhes concedia que falassem At 2. 1-4

Esta foi à primeira manifestação da promessa. Encontramos em o Novo Testamento outras manifestações, como na casa de Cornélio At 10. 48. No versículo 44 lemos: Enquanto Pedro ainda dizia estas coisas, desceu o Espírito Santo sobre todos os que ouviam a palavra.

Após Filipe ter evangelizado Samaria, Pedro e João desceram ate lá, e oraram por aqueles que tinham se convertido A 8. 5-17. O versículo 17 deste texto diz: Então lhes impuseram as mãos, e eles receberam o Espírito Santo.

Também quando Paulo chega a Éfeso, e encontra ali doze discípulos que só conheciam o batismo de João; e nem sabiam que avia espírito Santo At 19. 1-7. E vemos mais uma vez a confirmação da promessa: Havendo-lhes Paulo imposto as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo, e falavam em línguas e profetizavam.

Lembramo-nos aqui também do grande avivamento do século IXX. Também de William Seymour e a Rua Azusa, na cidade de Los Angeles – EUA tem marcado profundamente o Cristianismo dos últimos cem anos. E até hoje o pentecoste ainda não cessou. Continuaremos pregando a respeito dessa maravilhosa grassa que nos é dada pelo Senhor Jesus.

II. O PROPOSITO DA PROMESSA

Poder para testemunhar de Jesus.

Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samária, e até os confins da terra At 1. 8.

A palavra “virtude” ou “poder” no texto acima é originaria do grego δυναμιν (dynamin); desta palavra provem também: dínamo e dinamite. Dynamin fala de poder, força, algo explosivo, e que gera energia. É este o poder que recebemos quando fomos batizados com o glorioso Espírito Santo. Com esse poder em nossas vidas, somos capazes de vencer o diabo e o mundo; e pregar o Evangelho a toda criatura, seguindo-nos assim os sinais Mc 16. 15-18.

A palavra testemunhas, como lido acima, é tradução do vocábulo grego μαρτυρες (matyres); significa ser testemunha ou testemunhar de algo ou de alguém; viver e andar no nome de alguém; mesmo que para isso seja necessário morrer. Sejamos então testemunhas do Senhor; porque isto é maravilhoso!

III. PARA QUEM É A PROMESSA

É para os crentes.

Todos os que crêem, e arrependidos dos seus pecados, aceitarem a Jesus como único e suficiente salvador; e buscarem a promessa do batismo com o Espírito Santo; certamente o receberão.

Entendemos claramente que a promessa do Batismo no Espírito Santo não era só para os Apóstolos, como tentam ensinar lideres de algumas seitas; mas que a promessa era para os Judeus daqueles dias, para seus filhos e para todos os que estavam longe (os gentios): Porque a promessa vos pertence a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe: a quantos o Senhor nosso Deus chamar At 2. 39.

Em outras referencias bíblicas estudadas acima, vimos que pessoas que não eram israelitas recebendo a promessa; e isso em tempos bem posteriores ao dia de pentecostes. Com isso compreendemos que a promessa também é para os nossos dias. E com isso lebramos também de quando a promessa se cumpriu em nossas vidas. Lembro-me muito bem de quando fui batizado no Espírito Santo. Fazia apenas quarenta e dois dias que eu tinha aceitado a Jesus como meu salvador. em uma oração com aproximadamente seis pessoas em uma casa muito humilde, Jesus me encheu de poder naquele dia. Já se passaram dezoito anos em que sou testemunha do meu Senhor

CONCLUSÃO

Falar da promessa do batismo no Espírito Santo é falar de algo maravilhoso. Analisando o relato bíblico juntamente com a historia secular, nos maravilhamos e nos alegramos! Pois Deus é fiel no cumprimento das suas promessas.
Pr. Edevir Peron.

About these ads

Sobre Editor
Valmir Nascimento Milomem, Graduado e pós-graduado em Direito. Colunista do CPADNews.com.br

6 Responses to A promessa do batismo no Espírito Santo – 2

  1. Pingback: A promessa do batismo no Espírito Santo - subsídios « EnsinoDominical.com - o blog da ebd

  2. Jose Tiago disse:

    Os subsídios inseridos neste bog, são muito importante para o enriquecimento de nossas aulas.
    Obrigado a Todos.

    http://josetiago.multiply.com

  3. Fernanda Oliveira Alves disse:

    A paz do sehnor
    É a primeira vez que entro neste bog e gostei muito ,pois enriqueci muito a minha aula.
    Louvo a Deus pela vida de vocês.

  4. Julio Cesar Andrade Duarte disse:

    ja ouvir algo falando que a promessa que Cristo fez do Esp. Santo foi para aproximadamente 500 pessoas e receberam primeiro os 120.

    Vc já ouviu falar alguma coisa sobre esse numero de pessoas arpoxiamdo 500. tem fonte de estudo que possa me sobre isso.

  5. Julio Cesar Andrade Duarte disse:

    ja ouvir algo falando que a promessa que Cristo fez do Esp. Santo foi para aproximadamente 500 pessoas e só receberam a promessa 120 que permaneceram fieis.

    Vc já ouviu falar alguma coisa sobre esse numero de pessoas aproximado 500. tem fonte de estudo que possa me sobre isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 40 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: